ITAPÉ: VEREADORES PERDEM PERDEM CARGOS E SÃO CONDENADOS À PRISÃO
23/07/2020 16:53 em MUNICÍPIOS

 

O presidente da Câmara de Itapé, e mais dois vereadores do município foram afastados das funções após serem condenados à prisão. A informação nos foi confirmada nesta quinta-feira (23), pelo juiz que decretou a sentença, Murilo Luiz Staut Barreto, da 1ª Vara Criminal de Itabuna.

A pena maior coube ao presidente da Casa, Nilton Rosa: dez anos de prisão em regime fechado e mais 247 dias/multa. O vereador foi acusado de peculato (no caso, apropriação de dinheiro público) e falsificação de documento (assinou cheque se passando por outra pessoa) repetidas vezes. Os outros dois condenados foram Agnaldo Santos Filho e Eduardo Coelho dos Santos também por peculato.

Ambos pegaram cinco anos e três meses com pena inicial no regime semiaberto. Conforme o magistrado, os acusados poderão responder em liberdade às condenações de prisão até o trânsito em julgado (quando não houver mais condição de recurso), segundo entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF).

O vereador Nilton Rosa Pinto(Neguinho de Maria Rosa), era presidente da Câmara de Vereadores da cidade quando os crimes começaram a ser investigados, em 2018. O parlamentar foi condenado a 10 de prisão em regime fechado, mas afirmou que já recorreu da decisão. Já os vereadores Agnaldo Santos Filho (Agnaldo de Tuca) e Eduardo Coelho Santos(Eduardo de Badalo), foram condenados a cinco anos de prisão em regime semiaberto.

O trio perdeu seus respectivos cargos e deverão pagar uma multa de cerca de R$ 100 mil. Outros dois vereadores investigados também por suspeita de peculato, Cledson Gomes(Pocado) e Klebson de Jesus Santos(Dagalinha), foram absolvidos.

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!