BARRO PRETO: VACINAÇÃO INFANTIL TRARÁ MAIS SEGURANÇA NO AMBIENTE ESCOLAR
09/02/2022 10:08 em MUNICÍPIOS

Enquanto são realizados os preparativos pedagógicos e estrutural para a volta às aulas em 2022, a Secretaria de Saúde iniciou a vacinação contra a Covid-19 para crianças de 5 a 11 anos de idade, faixa etária que contempla estudantes do ensino infantil e dos anos iniciais do ensino fundamental, aumentando, assim, a quantidade de alunos aptos a receberem a imunização e, consequentemente, o público vacinado dentro do ambiente escolar.

Como explica a Secretária de saúde Jaqueline Motta, a vacinação contra a Covid-19 de crianças a partir de cinco anos deve ajudar a tornar o ambiente escolar, e familiar, mais seguro. “Diante desse quadro que a gente está vivendo, as crianças eram as mais prejudicadas até o momento porque elas não tinham vacinação e, agora, elas vão poder voltar às aulas com mais segurança, e os pais também, pois os riscos de contaminação diminuem.” pontuou.

Para Sirleide Rosa, Secretária de Educação de Barro Preto, o avanço da vacinação também é extremamente positivo. “Nós temos a convicção, como educadores que somos, da importância da vacina para o país. Chegamos ao ciclo de crianças de 5 anos a 11 anos e isso é bem importante por estarmos nos preparando para o início das aulas, mantendo os protocolos estabelecidos e dando a prioridade para os espaços abertos.” 

Ela explica, ainda, que o propósito das instituições é priorizar o ensino presencial. “Nós entendemos que é muito importante nesse início de ano letivo o ensino presencial porque nós tivemos dois anos de pandemia com muitas lacunas. A questão da convivência no espaço escolar é muito importante para a criança e para o adolescente, não só para o conhecimento, mas também para o seu desenvolvimento socioemocional e a sua relação com os outros”, afirmou.

O Prefeito Municipal Juraci Dias, comenta que as ações desenvolvidas nas unidades escolares no município para o início do ano letivo. “A gente pretende voltar com o presencial. Estamos realizando várias reformas para adequar todas as escolas às normas de Segurança Sanitária. Vamos manter o álcool gel, o uso da máscara também é uma cobrança constante, além do distanciamento dos estudantes quando necessário. Essas normas são uma continuidade, os alunos já estão habituados a isso, pois virou uma rotina esses protocolos e com a vacinação infantil, aumentam os índices de confiabilidade, mas os pais precisam vacinar os seus filhos” explica o Prefeito.

COMENTÁRIOS